Pesquisas e eleições

Fico me perguntando como uma pesquisa pode definir uma eleição nacional com 5.340 eleitores em 265 municípios. Se eu dividir eleitores por município terei 20 eleitores pesquisados em cada município. Fica muito fácil projetar resultados. Consulto 20 pessoas em Santos e digo que aqui o candidato A tem x votos. Consulto outras 20 em Mato Grosso e digo que o candidato B empata com o A mas o C está muito perto. Bom pra burro, sem querer trocadilhar.

Outra coisa é que dos vinte, por exemplo, entre os que foram consultados em 17 e 18/08 totalizam 44. Ah sei, é complexo, só os estatísticos sabem etc… Mas apesar de toda explicação que pode ser dada, o número que vou comentar abaixo é o pior 141.824.607 / 5.340 = 26.558 é uma pessoa para representar o pensamento de 26.558, segundo a pesquisa.

Pior ainda é entre vinte pessoas escolher cinco faixas etárias diferentes, três níveis de escolaridade, quatro faixas de renda e seis diferentes religiões. São muitos dados para extrair de 20 pessoas que com certeza foram selecionadas a dedo e teriam de estar dentro dos requisitos necessários. Isso seria mais ou menos assim: Procuro um católico, que esteja com idade ente 25 e 34 anos, que tenha nível superior, que ganhe mais de dez salários.

Estudei estatística na faculdade e sei que esse número é insuficiente para validar a previsão de um resultado que contará com 141.824.607 (cento e quarenta e um milhões, oitocentos e vinte e quatro mil, seiscentos e sete) eleitores (1).

Não estou com isso defendendo nenhum candidato ou excluindo outros. Até porque meu voto será dado na pessoa que está melhor no primeiro turno, mas não por causa da pesquisa e sim porque meu voto está definido desde 1989.

Escrevo este texto baseado na última pesquisa “encomendada” pela rede globo(2). Sobre o assunto o texto diz: “A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal “Folha de S.Paulo”. Foram ouvidos 5.340 eleitores em 265 municípios nos dias 17 e 18 de Setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. Isso significa que, se forem realizados 100 levantamentos, em 95 deles os resultados estariam dentro da margem de erro de dois pontos prevista. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-00665/2014.”

Ressalto que em 2010, projetaram através de pesquisas Dilma com 40% e Serra com 35%, no famoso empate técnico(3). No final o resultado foi 56% Dilma e 43% Serra.

O Datafolha explica como são as pesquisas, tudo nos conformes (5)

Para descontrair vale lembrar que o palhaço Tiririca ganhou mais de 1,3 milhões de votos e pelos aplausos no circo vai representar novamente esta república de palhaços. Nada contra votar nele ou em ninguém. O voto é seu, vote em quem sua consciência mandar.

Fontes:
(1)http://180graus.com/politica/justica-eleitoral-registra-aumento-do-numero-de-eleitores-do-brasil-em-2014

(2)http://g1.globo.com/politica/eleicoes/2014/blog/eleicao-em-numeros/post/datafolha-por-regiao-idade-escolaridade-renda-religiao-e-porte-do-municipio.html

(3)http://g1.globo.com/especiais/eleicoes-2010/noticia/2010/06/pesquisa-ibope-aponta-dilma-com-40-e-serra-com-35.html

(4)http://placar.eleicoes.uol.com.br/2010/2turno/

(5)http://datafolha.folha.uol.com.br/duvidas/pesquisas_eleitorais.shtml

Gilson Oliveira

Graduado em tecnologia da informação e teologia. Pós graduado em administração pública. Atualmente aposentado e com tempo para escrever bobagens.

py2gs

Graduado em Informática para Gestão de Negócios pela Fatec-BS. Pós-graduado em Administração Pública pela UGF. Aposentado do Serviço público Federal, Casado, 2 filhos e uma neta. Mora em Santos Litoral de São Paulo. Radioamador Classe A, prefixo py2gs antigo py2add.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 11 =

Verificando humanidade. *

%d blogueiros gostam disto: