Os Cartéis no Brasil Não São Incomodados

Venho acompanhando determinados produtos via internet e cheguei a conclusão de que o comércio varejista no Brasil virou um cartel onde os valores de venda são alinhados em todos os grandes vendedores acabando com a concorrência.

Para citar um exemplo, comparei em 29/07/2012 os preços de um celular que eram os seguintes nos grandes varejistas acartelados.

Magazine Luiza, De: R$ 1.199,00 Por: R$ 999,00 ou R$ 899,10 à vista
Ponto Frio, De: R$ 1.299,00 Por: R$ 999,00 ou R$ 899,10 à vista
Ricardo Eletro De: R$ 1.299,00 Por: R$ 999,00 ou R$ 899,10 à vista
Submarino, Por: R$ 999,00 ou R$ 899,10 à vista.
Extra, De: R$ 1.299,00 Por: R$ 999,00 ou R$ 899,10 à vista
Casas Bahia, De: R$ 1.299,00 Por: R$ 999,00 ou R$ 899,10 à vista

Nem continuei procurando pois esse era o preço base do mercado acartelado. Os centavos do preço à vista, para pagamento com boleto bancário confirmam o cartel.

Será que nossos governantes já sabem disso? (pergunta irônica). Se sabem, porque isto continua acontecendo nesta livre economia chamada Brasil?

Estamos longe de ser primeiro mundo, é isso.

Gilson Oliveira

py2gs

Graduado em Informática para Gestão de Negócios pela Fatec-BS. Pós-graduado em Administração Pública pela UGF. Aposentado do Serviço público Federal, Casado, 2 filhos e uma neta. Mora em Santos Litoral de São Paulo. Radioamador Classe A, prefixo py2gs antigo py2add.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + vinte =

Verificando humanidade. *

%d blogueiros gostam disto: