O Tamanho Ideal Para Antenas

Para melhor receber o sinal que se quer captar uma antena precisa ter meio comprimento de onda, é a situação ideal em termos de tamanho de antena. Para calcular estas dimensões são necessários certos conhecimentos, vamos aqui tratá-los de maneira simplificada.

As ondas de rádio viajam pelo espaço na velocidade da luz, 300.000 Km/s, a letra c minúscula representa esta grandeza, o comprimento de onda é representado pela letra Grega λ (lambda) e a frequência  em  Hz  (Hertz),  ciclos  por  segundo.  Estas  grandezas  se  relacionam  segundo  a  equação  matemática c = λ x f.

As ondas eletromagnéticas tem comportamento senoidal (figura abaixo), sendo λ (lambda), o comprimento de onda, determinado medido-se a distância entre duas cristas ou dois vales.  
Como o tamanho ideal da antena é meio comprimento de onda, ou seja, λ/2, podemos calcular o tamanho da antena que iremos construir para captar, por exemplo, a radiação do hidrogênio monoatômico, elemento químico de maior ocorrência no espaço, da seguinte maneira: Sabendo que a emissão do hidrogênio é na frequencia de 1420 MHz, primeiro vamos calcular o comprimento de onda.

λ = (3 x 10m/s) / (1,42 x 10Hz)  =  0,211 m ou seja o comprimento de onda desta emissão é de 21 cm, logo, uma antena construída para captar esta frequência terá um tamanho ideal de, λ/2 = 10,5 cm.

Mas como se constrói uma antena? O modelo básico é do tipo dipolo onde cada um de seus dois elementos possuem λ/4 de tamanho, e deve ser confeccionada com material metálico, preferencialmente cobre ou alumínio.

http://novoimages.quebarato.com.br
Antena dipolo com um elemento ativo, um reflexivo e 13 diretivos.
     A intensidade do sinal, das radiações eletromagnéticas, recebido na Terra, proveniente do espaço nos chega com intensidade muito baixa, exceção feita às emissões solares, ou alguma supernova.
Torna-se então necessário captar energia da fonte eletromagnética na maior área possível e concentrar estes sinais no elemento receptor da antena. O “prato” das antenas parabólicas(figuras ao lado), e as antenas com vários elementos de direcionalidade e reflexão(figura acima), tem a função de aumentar a área de captação de energia .Fonte da matéria: ufrgs.br

Editor chefe

Graduado em Informática para Gestão de Negócios pela Fatec-BS. Pós-graduado em Administração Pública pela UGF. Aposentado do Serviço público Federal, Casado, 2 filhos e uma neta. Mora em Santos Litoral de São Paulo. Radioamador Classe A, prefixo py2gs antigo py2add.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 4 =

Verificando humanidade. *

%d blogueiros gostam disto: